Casulo: casa de moda, festas e ideias ousadas

♫ Daft Punk | Lose yourself to dance

DSC03119

Anota aí: Rua 1136, 550, Marista. O endereço hospeda uma das lojas mais bacanas da cidade, a Casulo Moda Coletiva. Com cinco sócios jovens, bonitos e moderninhos, a proposta do lugar multimarcas vai na direção oposta dos grandes centros de consumo, apostando na ideia de Slow Fashion: uma produção atemporal, que não segue com muito rigor o calendário da moda e tem tiragem limitada. Todas marcas à venda na Casulo têm produção autoral e a maioria é assinada por designers locais, como a Quim – da estilista Lara Vaz –, Naya Violeta, Salamandra do Fogo – de Su Martins – e Novelo – de Rodolfo Lopes e Milleide Lopes, ambos diretores da casa. Além de roupas e acessórios, há também objetos de decoração e obras de arte, como os pôsteres assinados pelo Bicicleta sem Freio.

A relação com as marcas é que faz a Casulo ser tão única, dando espaço para novos estilistas e designers mostrarem seu trabalho. E foi assim desde o começo, há quase sete anos, quando a agora diretora administrativa e relações públicas Maiene Horbylon, que fabricava e vendia alargadores em festivais de música, conheceu a atual diretora de produção do coletivo, Su Martins, e juntas tiveram a ideia de abrir um ateliê. O primeiro endereço foi na rua 123, no Setor Sul. De lá para cá, se mudaram algumas vezes, agregaram mais pessoas, dividiram espaço com mais grupos criativos e passaram por várias lapidações até ter a cara que tem hoje: uma cara linda, com um sorriso imenso estampado no rosto, cheia de sonhos e projetos ousados, e espaço para muita gente.

DSC03126

Casa premiada
No último dia 3, a empresa recebeu o Prêmio Brasil Criativo em uma cerimônia no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. A equipe goiana concorreu com empresas do país inteiro e acabou levando o troféu que incentiva a economia criativa brasileira. Uma coisa importante de se ressaltar desse prêmio: só reconhece projetos em execução, ou seja, não basta que a ideia inscrita seja boa, tem que provar que mangas foram levantadas e mãos entraram em ação. Outro quesito valorizado pelo prêmio é a questão da sustentabilidade, que na Casulo entra como a valorização do trabalho autoral local. “Já recebemos proposta da Colcci e da Coca-Cola para vendermos produtos aqui na loja, mas recusamos. São marcas já consolidadas, que não fazem parte da nossa ideia. Queremos vender pequenas marcas e não grandes marcas”, contou Maiene ao lado da sócia Milleide.

DSC03127

“Quando vou comprar alguma coisa, sempre procuro marcas locais ou, no mínimo, nacionais. É um dinheiro investido no Brasil. Queremos fortalecer a economia criativa, o mercado local e capacitar pessoas”, completa Maiene. “Acreditamos em um mundo melhor. Moda não é só roupa nem beleza. Moda é comportamento, estilo de vida”, acrescenta Milleide. E no quesito comportamento, a Casulo faz muita coisa, como por exemplo o Bazar de Trocas que deve rolar no dia 24 de janeiro. Nele, todos os produtos da loja são retirados e o espaço é preenchido com peças que os próprios clientes levam para trocar uns com os outros. “Não queremos que a pessoa compre tudo a todo momento. Queremos que a pessoa se conheça e use melhor as peças que tem em casa”, explica Milleide. Consumo consciente é isso aí! Fora que um bazar desses estimula a ocupação pública do espaço, incentiva o encontro, a vida social e, claro, o desapego.

DSC03130

Festinhas
Além do Bazar de Trocas, a Casulo realiza frequentemente diversos eventos. Só esta semana há dois por vir: a reinauguração do Retrô Food & Drinks (bar e restaurante que divide o espaço com a loja e faz parte da família, literalmente – o dono, Lucas Horbylon, é irmão de Maiene), na quinta-feira (11/12); e Amor Solidário na sexta (12/12), projeto de leilão beneficente de obras de arte. No dia 21, será a vez do The Flash Day Tattoo, dia em que vários tatuadores ficam disponíveis para marcar a pele de quem se interessar. Todos os eventos são sempre regados com boa música e bebida gelada do Retrô.

DSC03128

Para 2015, já existe uma grande ideia encaminhada. A equipe da Casulo aprovou no Fundo de Cultura Estadual um projeto bastante interessante que envolverá designers locais e estudantes universitários na criação de coleções que envolverão macrotendências mundiais e a cultura goiana. O lançamento dessas coleções será feito em local público e contará com desfile, exposição e vídeos. “A loja não quer só vender. A gente quer envolver a sociedade”, finaliza Milleide. Pois então que nos deixemos envolver cada vez mais por ideias tão legais assim. Repensem suas próximas compras 😉

DSC03141
 (Lá tem também serviços de maquiagem, cabelo e sobrancelha! É agendar com antecedência!)

Eventos por vir

Reinauguração do Retrô Food & Drinks
11/12, a partir das 18 horas

Amor Solidário
12/12, das 19h às 23h

The Flash Day Tattoo
21/12, das 10h às 20h

Bazar de Trocas
24/01, sem horário definido ainda

Casulo Moda Coletiva
Rua 1136, 550, Marista
A partir das 16 horas

Advertisements